jusbrasil.com.br
23 de Junho de 2021

Entenda o voto distrital puro e sua importância para o Brasil

O movimento monarquista brasileiro apoia o voto distrital.

Monarquia Constitucional, Estudante de Direito
há 5 anos

A reforma política é extremamente importante para o país, tendo em vista o sistema falido e ineficiente que atualmente adotamos. O Movimento Monarquista brasileiro é defensor do sistema Distrital puro de votação, é claro, ou você acha que em uma monarquia não se vota? Na busca pelo aprimoramento da Democracia que é essencial para qualquer país no mundo em que se pretenda desenvolver, o movimento se mostra disposto a escolher a acatar as medidas que mais aproximará o eleitor do eleito, de forma direta e representativa, do povo e para o povo, dessa forma, o cidadão poderá cobrar medidas e explicações daquele que escolheu para representá-lo no parlamento brasileiro, e mais, um possível Recall político que só é possível por meio do voto distrital, ambos andam de mãos dadas por conta da representatividade, mas Recall será tema para outro artigo.

Entenda o voto distrital puro e sua importncia para o Brasil

Então vamos entender como funciona o voto distrital. O voto distrital basicamente, consiste em eleger individualmente os membros do parlamento pela maioria dos votos em determinado distrito geográfico, dessa forma cada distrito eleitoral será representado no parlamento, não havendo mais aqueles políticos que se elegem pelos votos que seu partido recebe (Voto Proporcional) e que a população acaba não conhecendo e não sabendo de suas propostas ou ideias e nem ao menos o que ele representa (Seus interesses pessoais, partidário) e isso claro, afasta mais o eleitor do político e por consequência o país da tão sonhada Democracia.

O político eleito no distrito facilita a aproximação e por consequência favorece o eleitor de cobrar medidas, lembre-se, o voto distrital como eu já havia dito, acaba com os políticos puxados por outros que receberam muitos votos, caso do humorista Tiririca que levou para o Congresso outros deputados que a população não conhece e que foi escolhido pelo partido. Sem contar que não haverá milhares de candidatos em que se precisa decidir para votar, pois, no distrito haverá menos candidatos e você poderá focar em grande parte e pensar sobre suas propostas até tomar sua decisão.

  • Argumentos contra o voto distrital puro:
  • Cria bipartidarismo ao longo do tempo
  • Contra Argumento:
  • Precisamos de fato reduzir o número de partidos
  • Argumentos contra o voto distrital puro:
  • Reduz competição política nos distritos e causa baixa rotatividade
  • Contra Argumento:
  • Isso é ótimo para estabilidade política e crescimento econômico
  • Argumentos contra o voto distrital puro:
  • Pode criar conflitos de representatividade
  • Contra Argumento:
  • Pode redesenhar os distritos para eliminar conflitos
  • Argumentos contra o voto distrital puro
  • Favorece oligarquias locais
  • Contra Argumento:
  • Ao contrário - o sistema baixa o custo de campanha o torna acessível para a população
  • Argumentos contra o voto distrital puro
  • Não representa minorias
  • Contra Argumento:
  • Qual modelo de fato representa? Modelos que favorecem minorias tiranizam a maioria
  • Argumentos contra o voto distrital puro
  • Não representa causas nacionais
  • Contra Argumento:
  • Pleitos nacionais não devem ser circunscritos por partidos ou deputados, devem ser supra partidários

Os argumentos contrários e os contra argumentos acima foram elaborados pelo Movimento Acorda Brasil.

O voto distrital é adotado em vários países que são tidos como potências mundias, exemplos disso são os EUA e O Reino Unido.

Na última eleição apenas 38 dos 513 deputados foram eleitos diretamente pela população.

Nosso objetivo é conscientizar o brasileiro a apoiar o sistema Distrital Puro de eleição e mostrar sua importância para a Democracia.

5 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Impecável novamente, parabéns.

Gostaria de saber se Vossa Alteza D. Luiz Philippe participou da elaboração de artigo ?

Saudações.

Ave Império do Brasil continuar lendo

Bom dia senhor Cleber Souza, e obrigado pelo comentário.
D. Luiz Philippe é autor apenas da parte de "Argumentos contrários e Contra Argumentos" em que tais pontos fazem parte de um trabalho enviado a comissão de reforma política no Congresso.
Forte abraço. continuar lendo

Reforma política feita pelos atuais políticos nada melhoraria. O que é necessário é uma reforma da sociedade, a nível mundial, o que somente seria possível com paralização dos trabalhadores ou com sérios traumas.. Acha mesmo que os atuais políticos votariam contra a perda de seus privilégios? continuar lendo

Sabe quando isso vai acontecer no Brasil? Nunca! continuar lendo

De fato o voto distrital puro é o mais adequado. continuar lendo